Publicações

Entre flores e bandeiras, perdido numa canção. Descobre-se nas cores todas, o bater do coração! Canção nua sobre a mesa branca, reveladas pelas Flores aos Ventos.

Fonte: Publicações

Anúncios

Flores aos Ventos

Assisto ao mesmo filme todos os dias, as mesmas cenas e personagens compartilham das desavenças das ruas.

Nelas apresentam roteiros variados, cada ator interpreta um papel diferente, por vezes cruzam seus personagens desgostosos, aflitos, atravancando as sequências que os miseráveis poderiam dar em suas insignificantes existências.

Cada qual garantindo um espaço sob uma marquise.

O corpo agora entorpecido pelo desgaste natural e por extensas caminhadas sob períodos escaldantes ao longo do tempo transforma o corpo frágil e debilitado em alvo fácil aos seres que entrava o crescimento do espirito humano. Pervertem, tomam, desfazem qualquer coisa que lhes pareçam atrapalhar suas miseráveis existências.

20160213_185416